Pushing Daisies: novo vício

21 abr

   

Um homem tem o poder de ressuscitar pessoas e animais com a penas um toque, porém quem for ressuscitado só poderá ficar vivo por um minuto, senão alguém próximo irá morrer, uma espécie de reação em cadeia. Mas se ele em menos de um minuto voltar a tocar essa pessoa, dessa vez ela morrerá, novamente, para sempre. Um detetive particular vê o que este homem pode fazer e o contrata para trabalhar com ele resolvendo, melhor, perguntando aos mortos, quem foram seus assassinos. 

 Resumi em algumas palavras o contexto dessa série do canal americano ABC. E há duas semanas estreou no Warner Chanel aqui no Brasil e eu assisti, porque a propaganda havia me chamado muito a atenção e não é que gostei, tanto que agora se tornou meu novo vício. 

 

Pushing Daisies foi muito afetada com a greve dos roteiristas. Sua primeira temporada e até no momento única, só teve exibidos nove episódios. Porém a série já conquistou seu lugar na audiência americana e até já foi indicada para o Globo de Ouro.

 

Claro que estou sofrendo um pouco assistindo a ela. Ned, o “ressuscitador”, traz de volta a vida sua antiga namorada de infância, Chuck, que ele nunca esqueceu. Não querendo perdê-la novamente, ele a deixa viver e, como já explicado, alguém próximo teve que morrer e este alguém foi o dono da funerária onde ela estava sendo velada. Mas por que estou sofrendo? Bem, ele não pode tocá-la, senão ela morrerá e os dois formam um casal tão lindo que dá pena a falta de toque entre eles, melhor dizendo, de beijos.

 

Outros aspectos que me atraíram foram os efeitos visuais. Pushing Daisies tem grande parte do seu cenário feito de computação gráfica e, também, a fotografia é belíssima.  

 

Confesso que não terminei de assisti-la, vou baixar hoje o sétimo episódio, mas ela é tão boa que vou aguardar ansiosa a segunda temporada estrear lá em setembro. E se até lá ainda ter este blog, claro, vou comentá-la.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: